Itinerários backup

a)   Contexto institucional (Falar do Instituto Marista):

Elaborar texto com breve histórico do Instituto Marista, relacionando-o com Capítulo Geral, Missão Educativa e Caminhos da Solidariedade.
Elaborar texto com breve histórico do Brasil Marista,  relacionando-o com Projeto Educativo, Matrizes e Diretrizes da Evangelização. Responsável: Deysiane Pontes.

Breve histórico do Instituto Marista 

“Como educadores maristas de hoje, partilhamos e continuamos o sonho de Marcelino:
transformar a vida e a situação das crianças e jovens, especialmente os menos favorecidos,
oferecendo-lhes uma educação integral, humana e espiritual, baseada no amor pessoal
com cada um deles”.

MISSÃO EDUCATIVA MARISTA

O Instituto dos Irmãos Maristas tem como missão oferecer uma educação evangelizadora de qualidade, tornando Jesus Cristo conhecido e amado, em especial às crianças, aos adolescentes e aos jovens em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Oportuniza condições para que os educandos tornem-se cidadãos capazes de transformar a realidade ao seu redor por meio de uma postura cristã, solidária e fraterna.

São Marcelino Champagnat (1789 – 1840), o fundador do Instituto dos Irmãos Maristas, foi um educador sensível aos apelos de uma juventude camponesa, empobrecida e inserida num cenário político-econômico extremamente instável no início do Século XIX. Inspirado por Maria, a Boa Mãe, e motivado pela fé que uma educação evangelizadora poderia oportunizar vida digna intelectual e espiritual, Marcelino Champagnat funda o Instituto Marista, em 02 de janeiro de 1817, na França. Conheça mais sobre o Instituto Marista em www.champagnat.org

Ao longo de quase duzentos anos de atuação internacional, o Instituto Marista tem mais de 3.500 irmãos, espalhados em 79 países dos cinco continentes, 24 Províncias, 4 Distritos e 1 setor de missão Ad Gentes, 72.000 leigos motivados pela missão de educar e atende aproximadamente 654.000 crianças, adiolescentes e jovens (Fonte: www.champagnat.org ).  Com o lema “Tudo a Jesus por Maria, tudo a Maria para Jesus”, o Instituto Marista ultrapassou as fronteiras da educação escolar formal e atua no campo da Educação Básica e Superior, Solidariedade, Evangelização, Saúde, Comunicação, entre outras áreas.

 A vida e a Missão Marista no mundo

https://www.youtube.com/watch?v=uqsPjYbo2nI#t=14

 Os nossos educadores, desde a fundação do Instituto até os dias atuais, identificam-se e vivenciam as práticas educativas que caracterizam a pedagogia Marista: educação fundamentada em valores humanos e fraternos; amor ao conhecimento e ao trabalho, presença significativa entre educador e educando; professores e estudantes como sujeitos de direitos da ação educacional, pastoral e social; fortalecimento da participação dos pais e responsáveis e da comunidade local; qualificação constante de professores e demais profissionais da educação; fomento à cultura de paz e direitos humanos; formação de cidadãos éticos, solidários e justos.

Formação integral dos estudantes

img2
Tessituras da pedagogia marista para uma educação integral e de qualidade

 “Educar uma criança é fazer dela bom cristão e virtuoso cidadão.”
Marcelino Champagnat

  Entendemos que o direito à educação integral e de qualidade favorece e garante outros direitos humanos fundamentais. Por isso, a promoção e a defesa dos direitos humanos de crianças, adolescentes e jovens perpassam a história do Instituto Marista de maneira singular. Ofertar uma educação no seu sentido mais amplo, abarcando a dimensão de formação integral dos sujeitos, é uma perspectiva presente em diversos documentos Maristas.

Em Missão Educativa Marista (1998), elaborado por uma comissão internacional composta de Irmãos e leigos, reafirma-se a função social da escola marista, convocando os nossos educadores a pensar propostas educacionais criativas e audazes, dentro ou fora do sistema escolar, capazes de:

“desenvolver a sua autoestima e capacidade de orientar a sua vida;
proporcionar uma educação do corpo, da mente e do coração, adequada à faixa etária, às potencialidades pessoais, às necessidades individuais e ao contexto social;
motivá-los a cuidar do próximo e da obra da Criação;
educá-los para serem, no seu meio, agentes de transformação social, e mais conscientemente da interdependência das nações;
alimentar a sua fé e o compromisso com discípulo de Jesus e apóstolos dos outros jovens;
despertar o seu espírito crítico e ajuda-los a fazer opções baseadas nos valores evangélicos. “

(MISSÃO EDUCATIVA MARISTA, 2003, p.44)

 Por meio da pedagogia da presença, os educadores maristas conhecem e respeitam os estágios de desenvolvimento e de compreensão de mundo dos seus estudantes; bem como favorecem a partilha das preocupações e dos anseios das infâncias e das juventudes para juntos encontrarem soluções às exigências que a vida contemporânea impõem.

img3http://www.champagnat.org/e_maristas/Documentos/missaoEducativaMarista_PT.pdf

 A escuta atenta e sensível dos apelos de crianças, adolescentes e jovens foi um dos legados de Marcelino Champagnat aos continuadores da sua missão. Cada estudante marista é visto na sua singularidade e integralidade para, assim, ter o atendimento das suas necessidades particulares. Por isso, os docentes maristas são presença significativa na vida de seus discentes, seguindo o exemplo de Champagnat.

 “Esforçamo-nos para nos aproximar da vida dos jovens. Buscamos
encontrá-los nos seus próprios ambientes e através de sua própria cultura.
Criamos oportunidades para nos envolver nas suas vidas e acolhê-los nas nossas.
Na ação escolar, procuramos prolongar a nossa presença através do
tempo livre, do lazer, das atividades esportivas e culturais ou quaisquer outros meios.”
MISSÃO EDUCATIVA MARISTA

 O espírito de família marista se opõe de forma crítica a uma educação massificada, que objetiva somente os resultados acadêmicos sem respeitar a inteireza e as necessidades individuais dos estudantes. Assim, os preceitos educativos maristas ultrapassam as exigências de mercado, sem esquecê-las, para formar crianças, adolescentes e jovens que amam o conhecimento e nutrem o amor ao trabalho, capazes de vencer os diversos desafios contemporâneos e não somente as provas e as avaliações nacionais.

Cabe destacar a importância da forte atuação marista na área social em defesa da vida. O documento Caminhos de Solidariedade Marista nas Américas: crianças e jovens com direitos (2013), elaborado por irmãos e leigos(as) da Subcomissão Interamericana de Solidariedade,  apresenta o itinerário da Solidariedade Marista nas Américas na garantia e defesa de direitos de crianças, adolescentes e jovens.

img4http://www.solmarista.org.br/UPLOAD/Downloads/10721.pdf

O documento traz efetivamente a voz de crianças, adolescentes e jovens mostrando o que elas pensam e sugerem sobre vários temas. Essa vozes ecoam nos setes princípios orientadores da presença da Solidariedade Marista nas Américas e embasam a formulação das nossas propostas educativas, sociais e pastorais. São eles: Para uma nova terra; Com os Montagnes de hoje; Com os povos das Américas; Promovemos “a vida em abundância” (Jn 10,10); Com Maria, cantamos o Magnificat; Nas redes de solidariedade; Somos Champagnat nas Américas.

img5

 Damos destaque especial ao princípio Somos Champagnat nas Américas, que ressalta a importância da incorporação dos princípios da Solidariedade Marista para uma educação integral e de qualidade.

 “Princípios que levam a vivenciar um estilo solidário, que sintoniza com
aquele de São Marcelino (priorização das necessidades e urgências
das crianças e jovens pobres, desenvolvimento de metodologias
adequadas, incorporação da solidariedade nos projetos educativos
das Unidades Administrativas, defesa do direito da educação integral e  de
qualidade, harmonização coerente do ideário marista e gestão administrativa…).”
Caminhos da Solidariedade Marista nas Américas

 O caminho trilhado pela Solidariedade das Províncias Américanas mostra a importância da atuação Marista em rede para a incidência nos espaços de formulação de políticas públicas com enfoque nos direitos das infâncias e juventudes, em resposta aos apelos do XXI Capítulo Geral que nos convoca a sermos expertos nessa temática. A atuação em rede é fundamento nortear de qualquer proposta de educação integral que vise o atendimento dos sujeitos em sua inteireza.

Atentos aos princípios fundacionais do Instituto Marista, que preconizam a formação integral dos educandos, o XXI Capítulo Geral do Instituto Marista conclama irmãos e leigos a serem presença fortemente significativa entre crianças e jovens. “Sentimo-nos impelidos a agir com urgência para encontrar formas novas e criativas de educar, evangelizar e defender os direitos das crianças e jovens pobres, mostrando-nos solidários com eles”. Por isso, em todos esses anos de atuação, o Instituto Marista promove uma formação integral dos sujeitos, sendo reconhecido internacionalmente pela sua atuação na garantia e defesa do direto à educação de qualidade para todos.

img6

http://www.champagnat.org/shared/21Capitolo/documentos/DOCXXI_PT.pdf

  Missão Marista no Brasil

Desde 1897, o Instituto Marista tem contribuído para a Educação no Brasil. Atualmente, estamos presentes em 24 estados e no Distrito Federal, organizados em quatro unidades administrativas: as Províncias Maristas do Rio Grande do Sul, Brasil Centro-Norte e Brasil Centro-Sul, comunicada como Grupo Marista, e o Distrito Marista da Amazônia.

img7

São 103 cidades brasileiras, mais de 30 mil irmãos, leigos(as) e colaboradores(as), cerca de 350 mil pessoas beneficiadas. O Brasil Marista conta com milhares de pessoas que diariamente vivenciam e disseminam importantes valores humanos e cristãos por meio do jeito marista de ofertar uma educação integral de qualidade.

Com a missão de evangelizar, os maristas no Brasil mantêm iniciativas em quatro áreas: educação, solidariedade, saúde e comunicação. Seja nos colégios, nas universidades, nas escolas gratuitas, nos centros sociais, nos hospitais, nas editoras ou nas emissoras de rádio e TV, tudo o que é realizado busca a excelência, a valorização de colaboradores, Leigos e Irmãos, e uma efetiva contribuição social e cultural às comunidades em que se fazem presentes.

 

União Marista do Brasil (UMBRASIL)

 A União Marista do Brasil, criada em 2005 e sediada em Brasília (DF), é a associação das Províncias e de suas mantenedoras, que representam o universo do Brasil Marista. É uma organização jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, que, baseada nos princípios e valores cristãos, mobiliza, articula e potencializa ações integradas. (Acesse www.umbrasil.org.br )

Organizada em comissões, subcomissões, comitês e grupos de trabalho, a UMBRASIL reúne representantes de todas as Províncias e Distrito, lideranças nas áreas de atuação do Brasil Marista. Com visão estratégica e de forma colegiada, empreende ações e projetos comuns, que geram conectividade e possibilitam resultados compartilhados. Considerando as áreas de atuação do Brasil Marista e a ação de seus protagonistas, a União Marista do Brasil:

  • articula o Brasil Marista para atuação nos espaços de incidência política;
  • identifica oportunidades e fomenta ações e projetos nacionais e inter-regionais;
  • interage, articula e estabelece parcerias com instituições nacionais e internacionais;
  • forma lideranças, gestores, colaboradores e irmãos maristas;
  • fomenta o desenvolvimento de metodologias;
  • produz conhecimento e publica em diferentes mídias;
  • organiza e participa de eventos em torno de temas de relevância nacional.

 

https://www.youtube.com/watch?v=AUZrygLb3pc

A educação integral no Brasil Marista 

Na educação, o Brasil Marista promove o diálogo entre as ciências, as sociedades e as culturas, sob uma perspectiva cristã da realidade. Dessa forma, permite entender as necessidades humanas e sociais contemporâneas, questioná-las, traçar caminhos e modos de enfrentar os problemas do cotidiano. Por tudo isso, o jeito marista de educar fundamenta-se em uma formação integral, pois investe na reflexão, na participação político-social e na valorização do ser humano.

 A educação integral requer ampla visão da pessoa
e de seu desenvolvimento, que aqui se traduz no processo
formativo de subjetividades, nos modos de ser sujeito,
em sua integralidade e inteireza
(corpo, mente coração e espírito).
Projeto Educativo do Brasil Marista

  O Projeto Educativo do Brasil Marista: nosso jeito de conceber a educação, fruto da construção coletiva, dialógica e dinâmica de leigos e irmãos das Províncias  brasileiras, busca consolidar a missão educativa marista no Brasil, em consonância com XXI Capítulo Geral no que preconiza o direito à “uma educação evangelizadora, uma educação comprometida com a solidariedade e a transformação social, atenta às culturas e ao respeito ao meio ambiente, uma educação sem discriminação, criadora de espaços para aqueles que dela carecem.” (XXI Capítulo Geral)

img8

Inserir link da publicação

 Segundo Miguel Arroio, leitor crítico externo do Projeto Educativo do Brasil Marista, esse documento expressa a importância da formação integral dos sujeitos da educação, contemplando diferentes dimensões da pessoa humana. Ressalta, também, a centralidade dos sujeitos da ação educativa marista: educandos, educadores e profissionais; bem como o protagonismos do educando, com respeito a sua subjetividade e a trajetória contextualizada historicamente.

Projeto Educativo do Brasil Marista mostra, ainda, que as políticas públicas da Educação Básica sinalizam a crescente expansão da jornada escolar por meio das escolas em tempo integral.  Assim, propõe que as escolas em tempo integral tenham um projeto histórico, cultural e social articulador de conteúdos e metodologias para ampliar a qualidade dos processos formativos.

Alinhadas às diretrizes educacionais do Projeto Educativo, o Brasil Marista centrou esforços na elaboração das Tessituras do Currículo Marista, por meio de um processo dialógico com a participação de educadores das três Províncias do Brasil Marista. As Matrizes Curriculares concebem o currículo como “um sistema complexo e aberto que articula, em uma dinâmica interativa, o posicionamento político da Instituição, suas intencionalidades, contextos, valores, redes de conhecimentos e saberes, aprendizagens e os sujeitos da educação/aula/escola”  (Tessituras do Currículo Marista, 2012 versão digital).

 img9

Projeto Educativo e as Matrizes Curriculares do Brasil Marista mostram que  a evangelização tem papel integrador e está presente em todas as ações maristas e no currículo da Educação Básica de forma transversal, perpassando nossas iniciativas, nas atividades pastorais com crianças, adolescentes e jovens por todo o Brasil.

A espiritualidade marista, que nasceu em Marcelino Champagnat
e se desenvolveu ao longo de gerações, parte de uma visão integral
da pessoa, que inter-relaciona a racionalidade, afetividade,
sociabilidade e capacidade de transcendência…
Diretrizes da Ação Evangelizadora para o Brasil Marista

  Nas Diretrizes da Ação Evangelizadora para o Brasil Marista, documento elaborado por um grupo de irmãos e leigos das Províncias brasileiras, reafirma-se a centralidade da nossas atividades apostólicas ao anunciar Jesus Cristo e sua mensagem aos destinatários da nossa missão. A pastoral é o modo como concretizamos a evangelização nos espaços de atuação marista, entendendo que o encontro com Jesus se manifesta no cotidiano e no compromisso apostólico com a nossa missão. A escola em pastoral, atenta aos sinais dos tempos, lança olhares sobre os cenários contemporâneos para propor novas formas de educar por meio da evangelização, bem como para fomentar novas relações dos sujeitos em relação consigo mesmo, com o outro, com a sociedade e o transcendente.

img10Inserir link da publicação

 Três marcas de cunho global são referência para a atuação e o posicionamento do processo evangelizador marista, a saber: a globalização e a pluralidade cultura, sustentabilidade e desenvolvimento da consciência planetária; crescente busca espiritual. Os posicionamentos maristas frente aos novos desafios supracitados respondem à missão do Instituto em promover uma educação integral e de qualidade para todos.

Assim, o Brasil Marista reafirma a importância do desenvolvimento de uma consciência planetária e do diálogo inter-religioso por meio do encontro fraterno e respeitoso com todas as pessoas que buscam um mundo mais justo e solidário, independente da denominação religiosa. Fomentamos um projeto de mundo sustentável que respeita os direitos humanos universais e, assim, sonhamos colaborar para a efetivação de uma globalização solidária. O estudante marista é desafiado a promover o cuidado com a vida e a responsabilidade socioambiental com o planeta como forma encarnada do encontro com Jesus. A nossa ação também está atenta as novas linguagens e tecnologias como forma de apropriação e disseminação do conhecimento e do Evangelho. Desse modo, a espiritualidade marista propõe uma forma cristã de compreender o mundo, as pessoas, Deus e como nos relacionamos com eles, considerando a dimensão integral e complexa do sujeito.

Itinerários Provinciais
Educação Integral
Ensino integral – ampliado
Rede Marista de Solidariedade
Rede de Colégios do Grupo Marista

 

A Educação Integral tem sido um tema bastante discutido no Brasil e está na pauta da agenda Nacional tendo em vista ser uma das metas apresentadas no novo Plano Nacional de Educação. Discutir Educação Integral na perspectiva da formação Humana foi assumido institucionalmente como um elemento norteador dos processos formativos de educadores/as, das práticas pedagógicas do cotidiano, da ressignificação do espaçotempo da escola, em que a participação dos sujeitos envolvidos considera “a coexistência de inúmeros contextos nacionais e transita em espaçotempo de múltiplas diferenças e subjetividades, de diversidade de sujeitos, paisagens, estilos, linguagens e racionalidades (UMBRASIL, 2010)”.

Ao longo da trajetória do Grupo Marista discutir tal temática tem possibilitado a interação entre educandos – educadores na luta por um mesmo objetivo “elaborar uma proposta curricular que respeite a diversidade, encante e fomente a produção de conhecimento a partir da prática cotidiana dos sujeitos”, ampliando, assim seus olhares para um processo dialógico e participativo.

Desta forma a Rede Marista de Solidariedade e a Rede de Colégios da PMBCS, dentro de suas especificidades tem desenvolvido uma proposta de Educação Integral em Tempo Integral que se materializa por meio de uma diversidade de contextos, desenhos curriculares, jeito de fazer uma educação que considera o sujeito nas suas múltiplas dimensões alinhados a Missão Institucional na perspectiva da promoção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes

A Rede Marista de Solidariedade, que integra os Estados de Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Distrito Federal em 2010 constituiu um Grupo de Trabalho de Educação Integral cuja intencionalidade era aprofundar os estudos, mapear as experiências inovadoras existentes no país e na América Latina, além de consolidar um posicionamento institucional acerca da temática enquanto formação integral do sujeito, considerando os vários desenhos vivenciados pelos Centros Educacionais do Grupo Marista sejam elas em tempo integral ou não, pois pensar Educação Extrapola a condição tempo.

No atual cenário a Rede Marista de Solidariedade desenvolve a proposta de Educação Integral em Tempo Integral em 9 Centros Educacionais de Educação Infantil e 4 Centros Educacionais que ofertam a educação básica no ensino fundamental. Dentre as propostas, o Centro Social Marista Ecológica, que atende 270 educandos no Ensino Fundamental II, tem concebido o Currículo como um processo em Movimento e Integrado na perspectiva do Direito e da participação, os sujeitos são provocados a pensarem a escola na coletividade. São 3 anos de construção curricular inovadora.

Neste processo, de ressignificação do espaçotempo da escola e de um currículo na perspectiva da integralidade de conceitos e práticas e com enfoque em direitos, o desafio do novo tem sido bastante prazeroso em que o reflexo está na participação das crianças e jovens, nos planejamentos da escola e no processo de ensino aprendizagem.

A Rede de Colégios, no que tange as experiências na Educação Integral começou experimentar em algumas de nossas unidades há aproximadamente 10 anos. Atualmente dos 17 colégios da rede 9 possuem o ensino integral. O formato oferecido em que os alunos ampliam sua permanência no colégio ajudou a definir o termo “Ensino Ampliado”.

O ensino integral é uma tendência de ensino contemporâneo, estimulado pelas alterações da vida familiar urbana dos tempos atuais. Este formato de ensino tem sido uma solução encontrada pelos pais para administrar o tempo familiar bem como oferecer aos filhos mais qualidade em educação. Uma vez na escola, compreendida como ambiente conhecido e seguro o aluno poderá adquirir mais conhecimento e desenvolver os seus potenciais artísticos, sociais, esportivos, afetivos, entre outros.

Apesar das sinalizações a respeito do ensino integral se mostrarem otimistas, há muito que cuidar e planejar. A atenção da instituição para um ensino integral de qualidade se materializa no planejamento acadêmico e no cuidado com os espaços analisados dentro de um contexto real com necessidades reais. Jaqueline Moll contribui com estas observações:

A ampliação do tempo da criança na escola é uma exigência contemporânea. A educação integral em tempo integral é uma tendência irreversível da sociedade brasileira. Muitas vezes, a família estendida é a comunidade escolar. No entanto, o tempo integral sem a dimensão de educação integral é falha. Não podemos ampliar o tempo fazendo o mesmo que fazíamos antes”. (Jaqueline Moll – MEC. Palestra para o GT de Educação Integral da Umbrasil, abril/2013).

Orientados pela experiência adquirida e pelas palavras de Jaqueline Moll, as propostas do ensino ampliado evoluíram para uma criatividade e liberdade de ação pedagógica. Sem o compromisso de cumprir os conteúdos obrigatórios do ensino regular, os projetos para o ampliado se mostram abrangentes e voltados a interesses reais em que os alunos surgem como protagonistas da ação educadora. Temos como exemplos de projetos em nossa rede de ensino ampliado: TTEP – tempo de trabalho estudo e pesquisa, Projeto escolha, Projeto Leitura de Mundo, Ênfase na Língua Inglesa, Hora do Conto.

Os colégios da rede Marista estão situados em cidades distantes que apresentam uma grande diferença regional, cultural, social e climática. Apesar dessas diversidades a concepção e a atual formatação do ensino ampliado são similares em todas as unidades. Como o ensino ampliado é oferecido no contra turno do ensino regular, nem todos os alunos do ano/série são alunos do ampliado. O ensino ampliado é ofertado como uma opção aos pais que anseiam por qualidade e segurança para seus filhos.

A organização das grades horárias de cada ampliado é realizada em função de 3 realidades: dos segmentos atendidos, dos objetivos a serem atingidos de acordo com os projetos locais de ampliado e das ofertas de atividades complementares que a unidade possui. Hora do sono, psicomotricidade, esportes, atividades cênicas, musicalização, horticultura, culinária, roda de conversa, são alguns exemplos de atividades organizadas nas agendas semanais dos alunos.

Todos os colégios da rede possuem o Núcleo de Atividades Complementares (NAC) que concentra a organização e gestão das atividades de caráter extracurricular. São modalidades dos NAC’s: as propostas esportivas, artísticas e de línguas estrangeiras. Tais modalidades são ofertadas dentro da grade horária ampliada. Alguns segmentos como o infantil e o EF2 podem usufruir de até duas modalidades, já os alunos do EF2 e EM geralmente escolhem uma modalidade.

Os segmentos escolares atendidos possuem necessidades naturais que devem ser observadas e atendidas nas propostas ampliadas. Por exemplo, os alunos da educação infantil têm a hora do sono, enquanto os segmentos do Fundamental II e Ensino Médio devem ter um tempo livre para o estudo e para as tarefas de casa. Algumas unidades da rede também oferecem o ampliado com ênfase na língua inglesa.

 

Dados das unidades que possuem o ensino ampliado:

image004

FONTE: Rede de Colégios do Grupo Marista, Março/2014.

De forma ampla, há um investimento para o fortalecimento das relações entre a escola e a família. Com isto, busca-se estabelecer uma relação de confiança e transparência, investindo nas estratégias de criação e aproximação de vínculo com as famílias. Assim a criança e seus familiares se sentirão mais seguros e acolhidos. Um momento especial para as famílias, por exemplo, é o horário do almoço, quando os pais têm a oportunidade de almoçar com seus filhos, no refeitório da escola, compartilhando não somente a refeição, como também a companhia das demais crianças.

Cada unidade está comprometida com o planejamento do ensino ampliado. A diretoria escolar, composta pelo diretor geral, diretor educacional e Gerente Administrativo, preocupa-se em gerir o processo enquanto as equipes pedagógicas planejam o ano letivo e os projetos de ampliado. As unidades têm a liberdade de criar e propor projetos de ensino ampliado. A equipe responsável pela gestão da Rede de Colégios (DERC) acompanha as ações pedagógicas e administrativas de cada unidade na perspectiva de contribuir com da oferta de uma educação integral em tempo integral de qualidade.

O grande desafio para o ensino ampliado na rede é a falta de espaço físico. A progressão escolar dos alunos leva à necessidade de ofertar o modelo ampliado para os anos seguintes. Porém, o fator impeditivo é a falta de espaço. As unidades que hoje dispõe de instalações para o ampliado são aquelas que tinham espaço e investiu-se em obras civis no próprio colégio. Devido a esta realidade, algumas propostas de ampliado por utilizarem espaços e salas de aula do ensino regular, optaram por ofertar ampliado nas séries iniciais (infantil 1 a 5) e nas primeiras séries do ensino fundamental 1.

Os projetos politico-pedagógico-pastorais dos Centros Educacionais e Colégios Maristas que atendem o ensino ampliado se balizam na concepção Marista de Educação, em estudos de pesquisadores e instituições de pesquisa, e nas produções acadêmicas com participação de educadores e gestores Maristas presentes no cotidiano e imerso nos contextos dos espaços educativos – Centros Educacionais e Colégios Maristas: Projeto Educativo para o Brasil Marista, Projeto para a Educação Infantil e Ensino Fundamental – currículo em movimento e Projeto Marista para o Ofício de Aluno, Proposta Socioeducativa Marista, referenciais teórico-metodológicos e os Parâmetros educacionais da Rede Marista de Solidariedade.

sex hikayeleri, mobil porno, seks hikayeleri, seks hikayesi, sex hikayesi, mobil porno izle Mobil porno hikayeleri okumak iin şu sitemizi mobil porno ziyaret edin.